Certificado Cadastur - Ministério do Turismo do Brasil - 26.064298.80.0001-2

Ciclismo incorreto pode afetar saúde em especial nos homens

  • 20/09/2016

Prática requer cuidados para se evitar inflamação na próstata e até infertilidade


Andar de bicicleta, além de ser uma prática benéfica para o meio ambiente em contraste com outros transportes, é uma boa pedida para o bem-estar do ciclista. Mas a prática da atividade pode provocar danos à saúde dos homens. O alerta é de especialistas, que chamam atenção para possíveis problemas de próstata e até de infertilidade masculina.

“A próstata é um órgão bastante protegido, do ponto de vista anatômico. Desta forma, os traumas prostáticos são raros. Mas em esportes que envolvem a compressão perineal repetida, como o ciclismo, as estruturas no entorno do órgão tornam-se passíveis de fenômenos inflamatórios”, explica urologista e especialista em saúde masculina e fertilidade, Guilherme Leme.

A inflamação acontece por conta da distribuição inadequada de peso, de ajustes imprecisos ou medidas incorretas da bicicleta, que fazem com que o atleta coloque todo o peso do corpo sobre o períneo (onde estão situados os órgãos genitais).

Passar muito tempo sobre a bicicleta, pressionando a área da próstata, pode resultar no aumento dos níveis da enzima PSA na corrente sanguínea. A alta dessa substância no sangue é um dos indicadores usados por médicos para identificar o câncer de próstata.

Além do ciclismo, esportes que provocam o encarceramento do nervo pudendo (responsável pela sensibilidade do períneo) por causa do impacto, como o hipismo, por exemplo, podem levar à perda de sensibilidade da região escrotal, além de problemas relacionados ao fluxo de sangue no pênis, o que prejudica também as ereções. Outras atividades não esportivas também podem provocar infertilidade.

“Os chefs de cozinha, por exemplo, são os mais afetados. O contato direto com o fogão aumenta a temperatura na região do saco escrotal, podendo causar lesões”, afirma a urologista Cláudia Clarim.

Treino muito pesado traz mais risco

Pedalar em alta velocidade e em terrenos acidentados pode aumentar a incidência de problemas na região genital. Da mesma forma, o selim convencional afeta mais a área perineal do que as bicicletas ergométricas horizontais, que oferecem um banco no lugar do selim.
Embora não sejam diretamente causadas pela prática de ciclismo, algumas doenças podem ser estimuladas pela atividade, como torções testiculares, neoplasia do testículo (tumor na região escrotal) e trauma testicular.

Pedalar com saúde

A postura correta é fundamental: contribui para a prevenção de lesões musculares e evita o desperdício de energia. Uma bicicleta perfeitamente ajustada pode melhorar em até 20% a performance do ciclista.

Por: JCNet.com.br

Compartilhe

Curta nossa Fan Page

Imagens

Veja também

Bikers Rio Pardo | Artigo | Alternar a intensidade dos treinos faz bem para a sua saúde

Alternar a intensidade dos treinos faz b...

Um novo estudo publicado na revista Brain Plasticity descobriu que alternar a intensidade... veja +

Bikers Rio Pardo | Artigo | O ciclismo pode curar uma ressaca?

O ciclismo pode curar uma ressaca?

Como evitar que uma ressaca atrapalhe um passeio de bicicleta?

Bikers Rio Pardo | Artigo | Pedalar em Jejum: O cardio em jejum é uma boa idéia?

Pedalar em Jejum: O cardio em jejum é um...

Você já acordou antes do sol nascer para um pedal matinal. E aí você saiu direto sem comer... veja +

Bikers Rio Pardo | Artigo | Porque os ciclistas devem comer banana

Porque os ciclistas devem comer banana

Bananas são uma ótima fonte de energia para competições e nada bate a fruta na hora de sup... veja +

ACESSE O SITE

Ainda não possui conta? Clique aqui para se cadastrar!

Esconder

Recuperar senha?

Perdeu a senha? Informe o seu e-mail. Você receberá um link para recuperar a senha.

Mensagem de erro!



Voltar para login

Fechar

Próximo Evento: CICLO AVENTURA - GUAPÉ-MG - 15/03/2020

Bikers Rio Pardo | CICLO AVENTURA - GUAPÉ-MG