Certificado Cadastur - Ministério do Turismo do Brasil - 26.064298.80.0001-2

Pós-treino MTB: 5 formas de acelerar a recuperação

  • 02/02/2018

Tão importante quanto treinar de forma intensa é fazer uma correta recuperação para o próximo pedal. Muitos afirmam, inclusive, que a recuperação é tão ou mais importante que o treino em si.


Para quem dá duro nas trilhas de MTB não é diferente: a falta de recuperação entre pedais pesados pode resultar em perda de desempenho e, o que é pior, em lesões e outras alterações sérias no organismo.

De olho no ciclo de treino – pedalar forte e depois recuperar – o site Pedal listou 5 técnicas eficientes de recuperação, lembrando que, caso elas não sejam suficientes, talvez seja a hora de alternar entre treinos de diferentes intensidades.

Confira abaixo um resumo das técnicas e compartilhe conosco, nos comentários, qual é a sua forma preferida de recuperação pós-treino MTB. 

Como acelerar a recuperação pós-treino MTB

1) Recuperação ativa

Enquanto que a recuperação passiva acontece através do descanso, a recuperação ativa é realizada com pedais de baixa intensidade, com duração de 30 minutos a uma hora. Esse pedal leve vai irrigar a musculatura e levar nutrientes e hormônios para reconstruir o que foi danificado. Muitas vezes pode ser necessário ficar de dois a seis dias, ou até mais, pedalando leve para recuperar-se de uma competição ou pedal muito forte.

2) Imersão em banheira de gelo

Também chamada de crioterapia, essa técnica de recuperação consiste em mergulhar as pernas dentro de uma banheira de gelo, atingindo vários músculos e tendões ao mesmo tempo. O gelo ocasiona a vasoconstrição e faz com que parte dos resíduos tóxicos seja jogada para a corrente sanguínea para ser eliminada. Quando o sangue volta a passar pelo local, traz consigo nutrientes e ajuda na limpeza dos detritos das micro-lesões.

3) Alongamentos

Quando feito de forma correta, o alongamento pós-treino aumenta a circulação local com mais oxigênio e nutrientes, além de diminuir a rigidez dos músculos e dos tendões. Os músculos alongados ganham vigor e são capazes de voltar ao treinamento com mais volume de trabalho.

4) Estimulação elétrica

Trata-se do uso de equipamentos específicos que geram correntes elétricas de baixa intensidade. O popular “choquinho” faz com que o músculo tenha uma contração involuntária. O método aumenta a irrigação sanguínea local e pode contribuir para recuperar os músculos.

5) Massagem

Dependendo do tipo de massagem, a técnica pode ajudar na recuperação pós-treino de MTB. Entre os seus benefícios estão a irrigação da musculatura, relaxamento e diminuição da inflamação local. No pós-treino, 8 a 10 minutos de massagem já são suficientes para sentir seu efeito.

Compartilhe

Curta nossa Fan Page

Veja também

Bikers Rio Pardo | Dica | Cuidados com as rodas e pneus das bicicletas de estrada

Cuidados com as rodas e pneus das bicicl...

Se você treina em rodovias, certamente já passou por essa experiência. Além de quebrar o r... veja +

Bikers Rio Pardo | Dica | Sua bandana tubular não é uma máscara ideal contra o COVID-19

Sua bandana tubular não é uma máscara id...

Especialistas avaliam como proteger a boca e o nariz do COVID-19 com o que está no seu arm... veja +

Bikers Rio Pardo | Dica | Devo usar máscara quando vou correr ou pedalar?

Devo usar máscara quando vou correr ou p...

Devo usar máscara quando vou correr ou pedalar?

Bikers Rio Pardo | Dica | Quer melhorar a recuperação pós-pedal? Coma beterraba!

Quer melhorar a recuperação pós-pedal? C...

No pré-treino, a beterraba funciona como vasodilatadora e fonte de energia; no pós-treino... veja +

ACESSE O SITE

Ainda não possui conta? Clique aqui para se cadastrar!

Esconder

Recuperar senha?

Perdeu a senha? Informe o seu e-mail. Você receberá um link para recuperar a senha.

Mensagem de erro!



Voltar para login

Fechar

Próximo Evento: 3º CICLO AVENTURA CANASTRA - 28/06/2020

Bikers Rio Pardo | 3º CICLO AVENTURA CANASTRA