Certificado Cadastur - Ministério do Turismo do Brasil - 26.064298.80.0001-2

Caminho das Missões

  • 06/07/2017

O Caminho das Missões é um roteiro de caminhadas pelas antigas estradas missioneiras que ligavam as Reduções Jesuítico-Guarani. O percurso parte do município de São Borja, local da 1ª Redução Jesuítica dos 7 Povos das Missões e terra dos Presidentes, passando por várias comunidades, fazendas, estâncias, sempre próximo ao rio Uruguai, divisa com a Argentina.


O Caminho das Missões é um roteiro de caminhadas pelas antigas estradas missioneiras que ligavam as Reduções Jesuítico-Guarani. O percurso parte do município de São Borja, local da 1ª Redução Jesuítica dos 7 Povos das Missões e terra dos Presidentes, passando por várias comunidades, fazendas, estâncias, sempre próximo ao rio Uruguai, divisa com a Argentina.

O trajeto segue pelo município de Garruchos que possui uma natureza exuberante. Ao longo do trajeto estão três Patrimônios nacionais: Sítios arqueológicos de São Nicolau (no município de São Nicolau), São Lourenço (em São Luiz Gonzaga) e São João Batista (em Entre-Ijuis), e um Patrimônio da Humanidade, São Miguel Arcanjo no município de São Miguel das Missões, além de dezenas de outros atrativos culturais e naturais. A chegada se dá sempre em Santo Ângelo em frente a Catedral Angelopolitana.

Das antigas trilhas guaranis, passando pelos caminhos missioneiros e depois as velhas estradas dos tropeiros é que se orientou e traçou o caminho que ora se apresenta como uma jornada, seja de peregrinação mística, tradição, lazer, pesquisa ou esporte.

O percurso indicado, segue naturalmente a mesma orientação dos antigos caminhos missioneiros - hoje relativamente modificadas pela ação do homem e suas necessidades de exploração do espaço - segue também, pontos de interesse que servem como referenciais históricos e místicos para o caminhante ou ciclista.

O Caminho é praticamente percorrido por estrada de terra. Buscando seguir o mais próximo do caminho original que ligava as Reduções Jesuíticas.

São vários dias por estradas pouco movimentadas, passando por pequenas comunidades e propriedades rurais. O hospitaleiro povo missioneiro.

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/a5GYcWHOvrI" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

 

O trajeto

Nos 325 km do Caminho das Missões pouco mais de 5 km são por estradas pavimentadas (exceto nas cidades), o resto são estradas de terra no interior dos municípios. As estradas são utilizadas para o deslocamento das comunidades interioranas e para o escoamento da produção.

A terra vermelha, característica da região, gruda nos pés quando chove, e, em períodos de seca, levanta grandes nuvens de poeira. Em muitos trechos foram colocadas pedras que requerem um bom par de calçados para percorrer o Caminho das Missões, o indicado é bota de caminhada.

O relevo é plano, com leves ondulações (coxilhas), apresentando algumas descidas e subidas próximas aos rios.

O Caminho das Missões não tem uma sinalização efetiva. Está em negociação com as prefeituras a pintura das setas, a colocação de placas e a sua devida manutenção.

Na região sul, as estações do ano são bem definidas. O verão é normalmente seco e quente, ficando a temperatura em torno dos 30ºC, ao passo que o inverno, mais rigoroso, é frio, com períodos de chuva, sendo a temperatura média de aproximadamente 10°C.

 

Dia-a-dia bike no Caminho das Missões

O roteiro do Caminho das Missões pode ser percorrido em 5 ou 3 dias. O roteiro de 5 dias inclui os 7 Povos das Missões do lado Brasileiro. São 325km incluindo travessias de barcas e trajeto de barco.

O trajeto não possui grande variação de altitude, a maior dificuldade fica por conta das pedras e do barro, quando chove.
É necessário o contato com a organização do CAMINHO DAS MISSÕES com alguns dias de antecedência para efetuar as reservas para percorrer o trajeto.

Disponibilizamos o dia-a-dia para quem pretende fazer o trajeto de 5 dias:

Trajeto programado para 5 dias de pedal percorrendo antigas estradas que ligavam os 7 povos das Missões no período Jesuítico Guarani. Ao longo do caminho o ciclista passará por fazendas, trilhas, sítios arqueológicos e terá contato com a cultura gaúcha e a hospitalidade missioneira.

 

O TRAJETO DE 5 DIAS DE BIKE -

Dia que antecede o Pedal:

Deslocamento para município de São Borja-RS para início da pedalada na véspera do trajeto.


1º DIA DE PEDAL: Trajeto de aprox. 62 km pedalando, mais 12 Km de barco pelo Rio Uruguai, onde contempla as belezas naturais e revive pouco da história dos Índios e Missionários que utilizavam o rio a mais de 300 anos atrás como meio de transporte. Alimentação e pernoite em uma belíssima fazenda rural junto à divisa do Brasil com Argentina.
Inclui no dia: Café da manhã, trecho de barco, alimentação e hospedagem.

2º DIA DE PEDAL: Trajeto de 69 km passando por pequena vila, campos, trilhas de mata próximo ao Rio Uruguai, travessia de barca no Rio Piratini e chegada em São Nicolau, cidade de 7.000 hab. Ruínas do Sítio Arqueológico da Redução de São Nicolau.

3º DIA DE PEDAL: Sugerimos visitar as ruínas do antigo povoado missioneiro início da manhã e depois segue 48 km até São Luiz Gonzaga, mesmo local da antiga redução, visitas em museus, igreja onde contem 9 imagens estatuária missioneira, gruta, comércio local. Pernoite Hotel, alimentação livre, cidade de 40 mil hab. boa estrutura logística de farmácias, bancos, hospital e outros serviços.

4º DIA DE PEDAL: trecho de 63 km saindo de São Luiz Gonzaga, visitando no caminho o Sítio Arqueológico de São Lourenço Mártir, Segue caminho novo por terra vermelha, plantações, sempre em direção ao antigo povoado de San Miguel Arcanjo. Chegando em São Miguel das Missões, hospedagem e tempo final da tarde visitar o Sítio Arqueológico de São Miguel. Patrimônio Mundial da Humanidade à noite Espetáculo de Som e Luz com duração de 48 minutos. Pousada boa estrutura, com piscina, bistrô a 100m das ruínas.

5º DIA DE PEDAL: Trajeto de 74 km até Santo Ângelo passando por locais com vestígios missioneiros, fonte de água, fazendas rurias bolicho de campanha e Sítio Arqueológico da Redução de São João Batista.

A chegada na última redução do período Jesuítico guarani na Catedral Angelopolitana, recepção entrega de certificados e fim do trajeto.

 

O trajeto para 3 dias inicia em São Nicolau e é indicado estar no dia anterior na cidade.

 

Para entrar em contato com o Caminho das Missões ligue (55) 3312 96 32 ou pelos e-mails: caminho@caminhodasmissoes.com.br ou atendimento@caminhodasmissoes.com.br

 

Informações para bikers

Percorrer o trajeto histórico das Missões em cima de uma bike é algo muito especial e destinado para pessoas preparadas para isso.

São 325 km divididos em 5 dias, o trajeto todo é, praticamente, plano se comparado com outros caminhos. O grande desafio são as condições do terreno, ou seja, muitos trajetos empedrados e, no caso de chuva, o barro que gruda nas rodas torna quase inviável a pedalada.

A paisagem varia entre campos, matas, rios, plantações, criação de gado e cidades.

Além da história das Missões, os ciclistas terão um contato com a peculiar cultura gaúcha e conhecerão a simples vida do povo do sul.

 

O roteiro de Bike

O Caminho das Missões pode ser percorrido de bike também.

O trajeto de 338km entre São Borja e Santo Ângelo é percorrido em 5 dias de pedalada, passando pelo mesmo trajeto que os caminhantes fazem. A outra opção é percorrer os 183km finais entre São Nicolau e Santo Ângelo em 3 dias.

Os bikers recebem um mapa descritivo de orientação e terão os locais de pernoite e as refeições agendadas para o trajeto.

O Caminho das Missões é, praticamente, todo percorrido por estrada de terra, exceto 6 km e os trajetos dentro das cidades. Uma característica da região é a terra vermelha que em caso de chuva pode tornar muito difícil a pedalada, nesse caso existe a possibilidade do ciclista percorrer o Caminho por estrada pavimentada.

O valor para percorrer os 5 dias é de R$ 570,00.

O valor para percorrer os 3 dias é de R$ 299,00.

 

Melhor época 

No verão, em função das temperaturas mais elevadas, o início das atividades acontece muito cedo, normalmente antes do sol nascer, o que possibilita um espetáculo não apreciado no cotidiano.

Em dias de maiores trajetos, acontece uma parada grande, entre 11h e 16h, para que os peregrinos possam repor suas energias e conhecer a comunidade local. Vale lembrar que, nesses períodos de calor intenso, o peso que se carrega nas mochilas é bem menor.

Durante o inverno, percebe-se que os peregrinos têm mais ânimo para caminhar. Os intervalos de almoço são menores, focados no descanso e na convivência com os hospitaleiros. Como anoitece mais cedo, pode-se aproveitar mais as confraternizações que acontecem, frequentemente, ao redor do fogão à lenha e com bastante chimarrão para aquecer o corpo. Embora raros nos últimos invernos, os dias chuvosos dificultam um pouco a caminhada.

Para os apreciadores da beleza natural, a primavera revela a grande exuberância de suas matas com cores e aromas que acompanham os peregrinos durante todo o trajeto. As temperaturas são amenas, variando, normalmente, entre 19ºC e 32ºC. Entretanto, é comum ouvir o comentário de que é possível ter as quatro estações do ano em um só dia, o qual já começa a ficar mais longo.

As temperaturas também variam no outono. Não tanto quanto na primavera, mas há a possibilidade de calor intenso, aqui no RS chamado de "veranico de maio". A probabilidade é de dias agradáveis para a caminhada, embora seja aconselhável levar roupas tanto para o frio quanto para o calor.

Enfim. Qualquer época pode ser a melhor para você caminhar. Basta estar com a alma, os sentidos e os sentimentos abertos para aproveitar as mensagens do Caminho das Missões.

 

Dúvidas Frequentes:

Sozinho ou em grupo?
Por ser um projeto recente formamos grupos de, no mínimo 05, e no máximo 15 pessoas. Isso facilita a preparação das famílias hospitaleiras e cria a possibilidade de um contato mais humano com os peregrinos.
Agora já é possível percorrer o Caminho das Missões na forma individual, sem acompanhamento de condutor de grupo e sem vários ítens que contam na caminhada em grupo, uma sinalização começa a ser implantada, o peregrino recebe um mapa descritivo do trajeto.

 

Da alimentação e do pernoite.
Famílias ou empresas estão aguardando o peregrino, servindo refeições fartas e proporcionando um bom descanso em locais simples mas acolhedores. A hospitalidade é o grande diferencial.

 

Quanto levar de dinheiro?
No pacote de caminhada em grupo estão incluídos todos os pernoites e as refeições, não havendo necessidade de carregar muito dinheiro. Só é necessário para compras pessoais como artesanato ou alguma bebida. É desaconselhável portar grande quantidade de dinheiro.

 

Como participar de uma Caminhada?
Você deve entrar em contato com uma das agências de turismo ou de viagem credenciadas e estudar qual a melhor data para sua caminhada. Pode, também, contatar a coordenação do Caminho das Missões.

 

Do Cartão do Peregrino e do Certificado.
O cartão do peregrino é a garantia de seu pouso e de suas refeições. Em cada local de parada é colado um adesivo que confirma sua passagem pelo local. Para receber o Certificado de Peregrino das Missões é necessário ter adesivado, no mínimo, os três últimos locais onde haviam Reduções Jesuíticas (São Miguel das Missões, São João Batista e Santo Ângelo).

 

O que é o Caminho das Missões?
O projeto "Caminho das Missões Jesuítico-guaranis" é um roteiro místico/cultural de peregrinação que percorre os mesmos trajetos que ligavam os antigos povoados missioneiros e que compunham o conjunto - urbano e rural - das Missões Jesuíticas, cujos remanescentes encontram-se, hoje, situados em parte do território brasileiro, argentino e paraguaio. As antigas trilhas guaranis, os caminhos missioneiros e, depois, as velhas estradas dos tropeiros serviram de orientação para o traçado do caminho que ora se apresenta como uma jornada, seja de peregrinação mística, ou de pesquisa, lazer ou esporte. O percurso indicado segue naturalmente a mesma orientação dos antigos caminhos, hoje relativamente modificados pela ação do homem e suas necessidades de exploração do espaço. Segue, também, pontos de interesse que servem como referenciais históricos e místicos para o caminhante.

 

Do futuro do Caminho.
A idéia é aumentar progressivamente o Caminho, ligando os 30 Povos, nos três países - Brasil, Argentina e Paraguai - perfazendo um total de aproximadamente 550km.

 

Por onde passa?
O Caminho passa pelos municípios onde existiam os 7 Povos das Missões - São Borja, São Nicolau, São Luiz Gonzaga, São Lourenço(pertencente a São Luiz Gonzaga), São Miguel das Missões, São João Batista(pertencente a Entre-Ijuis) e Santo Ângelo, além do município de Garruchos que liga São Borja a São Nicolau. É percorrido quase que em sua totalidade em estrada de chão e mantém, praticamente, o mesmo trajeto percorrido no tempo das Reduções.

 

Das possibilidades de caminhadas - distâncias - período.

São Borja - Santo Ângelo: 325 km - 13 dias
São Borja - São Nicolau: 155km - 6 dias
São Nicolau - Santo Ângelo: 170 km - 7 dias; e,
São Miguel das Missões - Santo Ângelo: 72 km - 3 dias.
A média de percurso é de 23 km/dia.

 

Dos pontos de apoio e paragem.
Dentro do projeto de implantação do Caminho das Missões foi definida uma infra-estrutura básica para que os Peregrinos possam, nesse primeiro momento, dispor de local para pernoite, almoço e jantar. Nos pontos de pernoite há no mínimo colchões, mas a maioria já está estruturado com camas ou similares. Na medida que aumentar a demanda, novos lugares de apoio e paragem surgirão.

 

Da preparação do peregrino.
Quem pretende fazer o Caminho das Missões deve fazer uma preparação prévia, incluindo um check-up médico para evitar desagradáveis surpresas durante o trajeto. É interessante que o peregrino defina um trajeto próximo a sua casa para preparar-se alguns meses antes: caminhar carregando uma mochila com aproximadamente 10% do peso do corpo, e, à medida que aumentar a resistência, ir aumentando o trajeto. No Caminho das Missões, em um dos dias são percorridos 32 km, e, na maioria dos demais, a distância é inferior a 28 km.

 

O Certificado do Caminho das Missões
O Certificado do Caminho das Missões é dado àqueles que percorrem todo o trajeto do Caminho ou que passam, por pelo menos, nos 3 últimos locais que haviam Redução(São Miguel das Missões, São João Batista e Santo Ângelo). O Certificado mostra um pouco do que é o Caminho das Missões. Um grande diferencial é o texto que foi escrito em guarani, língua dos índios que habitavam essa região.

 

Certificado do Caminho em guarani - KUATIÁÑE'E
Kuatiáñe'ê o guatava peguarâ ____________ romomba'é, o guatava kokuere Missões retãre oú haguere oiko "MISSÕES TAPÉRE JESUÍTICO-GUARANI", heíseva Fé, ha Ñande mba'éva teeté Missões tava ha Brasil retã. JAHA NONDE'

 

Certificado do Caminho em português - CERTIFICADO
Certificamos como peregrino das Missões ____________ por sua participação no CAMINHO DAS MISSÕES JESUÍTICO GUARANI, representação autêntica da fé, da história e da cultura da região missioneira do Brasil. SEMPRE EM FRENTE

 

É possível percorrer o Caminho individualmente?
Sim, é possível. A organização do Caminho das Missões montou um mapa descritivo para orientar o dia-a-dia de quem opta em percorrer o trajeto individualmente. Nesse mapa consta telefones úteis, dos hospitaleiros e guias de turismo, informações básicas sobre a história das Missões, e mapas de cidades por onde o peregrino passa. Ainda não existe uma sinalização adequada no Caminho e em grandes trajetos o caminhante não encontrará casas ou comunidades, por tanto o caminho individual é indicado para peregrinos experientes e com boa noção de orientação. De qualquer forma é necessário contatar a organização do Caminho antes de iniciar a caminhada para que os hospitaleiros sejam avisados e consigam organizarem-se para a passagem do peregrino.

 

Mais informações acesse

www.caminhodasmissoes.com.br

Compartilhe

Curta nossa Fan Page

Imagens

ACESSE O SITE

Ainda não possui conta? Clique aqui para se cadastrar!

Esconder

Recuperar senha?

Perdeu a senha? Informe o seu e-mail. Você receberá um link para recuperar a senha.

Mensagem de erro!



Voltar para login

Fechar

Próximo Evento: CICLO AVENTURA - ALPINÓPOLIS-MG - 25/11/2018

Bikers Rio Pardo | CICLO AVENTURA - ALPINÓPOLIS-MG